travessia 14 bis,travessia,santos-bertioga


PÁGINA INICIAL

DESCRIÇÃO DA PROVA

VENCEDORES

RESULTADOS

PERGUNTAS FREQUENTES

FOTOS

VÍDEOS

FALE CONOSCO

tábuas das marés

Descrição da Prova

A Maratona Aquática 14 Bis segue aproximadamente o trajeto mostrado na fotografia abaixo:

mapa-prova

A Maratona Aquática 14 Bis tem aproximadamente 24 quilômetros de extensão, é normalmente realizada no mês de Novembro como continuidade das comemorações da Semana da Asa pela Aeronáutica e é agendada para um sábado onde as condições de maré sejam favoráveis à sua realização. Em suas primeiras 45 edições, sua largada se dava do píer do Núcleo da Base Aérea de Santos, situado na cidade de Guarujá, e terminando em Bertioga. A partir de 2013, devido à mudança do atracadouro da balsa em Bertioga, seu trajeto foi invertido. Isto quer dizer que hoje a largada é dada a partir do Forte São João, em Bertioga e a chegada se dá na rampa da Base Aérea de Santos.

A inscrição para a prova é realizada normalmente pela internet. A comunidade natatória toda se envolve e o boca-a-boca ajuda a divulgar a prova, de tal modo que o número de participantes cresce a cada dia. Também dispomos de um mailing list, que abrange todos os atletas que se inscreveram para a prova desde 2007, que visa atualizar informações sobre as próximas edições.

As inscrições apresentam valor reduzido e demonstram a intenção de organizar a prova pelo desafio e pelos ideais esportivos e humanos que ela representa. A prova não tem objetivos comerciais e nem poderia ter, uma vez que seu principal organizador é a Base Aérea de Santos. Por enquanto não temos tido premiação financeira para os vencedores, dada a dificuldade de se acompanhar todos os atletas envolvidos numa prova desta extensão, bem como pela insuficiência de patrocínio, mas esta hipótese poderá ser avaliada no futuro, se as condições assim o permitirem.

Os atletas inscritos devem se preparar para uma prova deste nível com pelo menos seis meses de antecedência. A Maratona Aquática 14 Bis não é uma aventura. Trata-se de uma prova demandante que exige muito preparo físico de seus participantes e, dada sua extensão, os organizadores da prova precisam assegurar-se de que o atleta lá está para uma tentativa previamente trabalhada e planejada no longo prazo. Se você não se sente preparado, não teve ritmo nem volume de treinos suficiente e deseja fazer a Travessia somente para ver no que vai dar, nossa recomendação é que não a faça. O espírito da 14 Bis é para esportistas e gente séria, não queremos aventureiros irresponsáveis. Você não precisa ser um campeão, mas precisa estar minimamente preparado.

Tanto isto é verdade que, antes do início da prova, após o hasteamento da bandeira nacional e a execução do hino nacinal, os atletas participantes fazem um juramento: que se comprometem a fazer o melhor de si e de ajudar ao próximo, se necessário for. Alguém aqui conhece alguma prova esportiva competitiva em que o objetivo maior é o de chegar e ajudar ao próximo? Quem conhecer que se manifeste!

É óbvio que, se você for um atleta de ponta e deseja competir e partir para a briga pelas primeiras posições, este também é o seu ambiente. Normalmente há troféus para os três primeiros no Geral masculino e no feminino, assim como para os três primeiros de cada categoria, feminino e masculino. Todos os participantes – inclusive aqueles que, porventura, não completarem a prova dentro do horário estipulado – recebem uma linda medalha de participação.

O horário de largada pode variar de um ano para outro, mas acontece normalmente por volta das nove horas da manhã. O Canal de Bertioga, onde é feita a prova, é aberto para o oceano em ambas suas extremidades. Isto quer dizer que, em função das marés, o Canal está enchendo por cerca de seis horas e depois vazando pelas seis horas seguintes. A Maratona Aquática 14 Bis usa da maré em favor dos atletas e a largada é dada no momento em que a maré está enchendo – cerca de três a quatro horas antes da maré alta – momento no qual os atletas rumam de um extremo para o meio do canal, para que o efeito da maré seja o de ajudar o nadador. Na segunda metade da prova, o objetivo dos atletas, que começam a sair do canal, é que a maré baixe, esvaziando o canal e novamente impulsionando os atletas em direção ao extremo do canal, onde fica a chegada. Isto tudo é maravilhoso no papel, mas, na prática, o comportamento das marés nem sempre é o melhor, o horário de saída pode ter sido ajustado para nadadores mais lentos, os contornos do canal exigem estrita atenção ao comportamento das correntezas para otimização dos esforços, o vento pode ajudar ou atrapalhar, o nível da água pode estar excessivamente baixo – só para citar algumas das variáveis da prova – de tal sorte que o atleta tem que estar em constante observância da natureza para poder navegar de forma otimizada durante a prova.

Outro fator importante a ser considerado é a alimentação. Não se recomenda fazer uma tentativa de cinco a dez horas de prova - em média - sem a devida reposição alimentar. Para tal, o atleta deverá trazer consigo o apoio logístico - via de regra um barco motorizado ou caiaque - que o acompanhará durante todo o trajeto, levando consigo os alimentos necessários ao atleta e zelando pela segurança do mesmo.

Ao chegar ao outro lado, o atleta recebe a premiação – medalhas de participação para todos os nadadores e troféus para os três primeiros de suas categorias, masculino e feminino – pode tomar um banho (normalmente quente) em água doce, ser atendido pela força médica presente e saborear a tradicionalíssima e deliciosa canja preparada e oferecida como cortesia há décadas pelos organizadores. Nos últimos anos, todos têm recebido um diploma de participação personalizado com seu nome e tempo de prova. Uma recordação para toda a vida!

Mas como os próprios nadadores gostam de afirmar ao final da prova, não há premiação maior do que a alegria de levantar da água no final da prova após horas e horas de esforços e sentir que você foi capaz de mais este objetivo. É tamanho o sentimento de realização que os troféus e as medalhas passam a ser secundários. Mas, ironicamente nesta história, a canja não. Ela é lembrada por todos como indispensável ao final da prova e o atleta se sente recompensado como num dos melhores restaurantes da cidade.

Por decisão dos organizadores, quaisquer dos pontos acima mencionados poderão sofrer alterações a cada ano, para melhoria das condições da prova. Por esta razão, no momento da inscrição, o atleta deverá informar-se sobre o regulamento vigente para a prova daquele ano.

Obrigado por sua atenção até este ponto. Nos encontraremos na próxima 14 Bis.

Bons treinos e um forte abraço!

Até lá!


Prefeitura de Bertioga
Prefeitura de Guarujá
Superação no Canal da Mancha
Academia Atlantis